Casa dos Contos Eróticos

UM NEGÃO BEM DOTADO FODIA MINHA MÃE E TAMBÉM COMEU MINHA ESPOSA

Autor: NUBER
Categoria: Grupal
Data: 26/01/2016 08:52:45
Última revisão: 16/08/2017 10:22:04
Nota 9.94
Ler comentários (18) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Desde a adolescência tive a consciência de que mulheres safadas e dominadoras sempre fariam parte da minha vida.

Vera minha mãe tinha 34 anos, loira de cabelos compridos, 1.70m, corpo com tudo em cima por frequentar academia diariamente e não demorei a descobrir que ela era uma tremenda vadia que vivia botando chifres no meu pai.

Na verdade papai também não era um marido muito presente porque trabalhando como vendedor viajava quase a semana inteira só voltando pra casa no fim de semana mamãe toda gostosa e tarada saia constantemente na parte da tarde dizendo que ia ao shopping ver as vitrines, porém certamente a safada ia mesmo para os motéis se divertir.

Quando faltava um mês pra completar 17 anos dei um flagra na minha mãe quando aconteceu um problema de energia elétrica no colégio onde estudava e fui dispensado da aula e chegando em casa ao entrar pelo corredor lateral logo escutei gemidos bem altos e apesar de ainda inexperiente sabia que tinha alguém transando e certamente era minha mãe, achei que meu pai podia ter voltado de viagem mais cedo, só que quando botei o rosto na fresta da janela aberta fiquei estarrecido com o que vi.

Mamãe loiríssima estava completamente nua de 4 na beira da cama e atrás dela tinha um negão com uma rola enorme muito grossa socando com vontade na bucetona dela que gemendo tesuda sussurrava:

-soca tudo seu negro tarado... gosta de comer puta branca safadão... come gostoso que eu adoro negro caralhudo... arregaça minha buceta... soca com força... ahhh... seu safado... fode minha buceta... ahhh... quero gozar gostoso... meteeeeeeeee tudoooooo!

O negão fincava sua rola grossona na buceta branquinha da mamãe que rebolava como uma maluca e o safado dava uns tapas bem dados na bunda dela dizendo todo macho:

-rebola sua cadela branca... gosta de pau de negão sua vadia... adoro foder loira vagabunda casada... rebola na picona grossa do negão sua vadia safada... goza na minha pica... ahhhh... vagabunda gostosa... tesãoooo!

O mais louco em tudo que estava acontecendo ali bem diante de meus olhos era que a invés de ficar com raiva pelo que mamãe estava fazendo foi notar que meu pinto teve uma ereção incrível e só ao tocá-lo por cima da calça do uniforme gozei no ato me melecando todo.

Ate pensei em sair dali, mas a curiosidade não deixou e continuei assistindo aquela trepada quase selvagem e meu pinto nem ficou mole. Eles mudaram de posição e além de ficar melhor de assistir pude ver o rosto do negão caralhudo e vi que era o Sr. Rubens um eletricista que tinha feito a instalação elétrica na edícula dos fundos da casa e então ele se recostou na cabeceira da cama e todo tarado disse:

-vem vagabunda safada... vem cavalgar na minha picona preta... quero essa buceta branca engolindo minha pica... vem dar gostoso pro teu negão... vou deixar essa buceta inchada hoje sua cadela de rua... ahhh... vem cadelinha... quero essa buceta espetada na minha rola!

Mamãe era uma puta tarada e obediente porque em segundos se colocou uma perna de cada lado do corpo negro forte daquele macho e segurando no pescoço dele foi descendo seu corpo bem devagar e quando a cabeçona preta toda babada se encaixou na sua buceta branquinha a puta soltou o corpo de uma vez engolindo por inteira aquela pica avantajada sem deixar um milímetro de fora e mais rápido ainda a safada começou a cavalgar como uma louca naquele macho sussurrando:

-ahhhh... que pauzão grosso Rubão... ahhh... minha buceta adora pauzão de negão... ahhh... me fodeeeeeee todinhaaaaaa Rubão!

Pelo tamanho da rola realmente ele devia ser chamado por Rubão e o tarado segurava mamãe pela bunda puxando-a forte de encontro a seu corpo fazendo com que a penetração fosse profunda e ela gemia quase gritando dizendo que tava gozando e pedia mais e mais e o negão caralhudo fazia o que a minha mãe puta queria.

Meu pinto estava prestes a explodir em gozo novamente e foi então que o Rubão deu um urro dizendo que ia gozar e quando isso aconteceu mamãe toda tesuda gemendo de tesão sussurrou:

-goza meu macho pauzudo... enche a buceta da tua cadela de porra... quero muita porra dentro dela... ahhh... que pauzão negro gostoso!

Depois de alguns gemidos mais fortes mamãe saiu de cima daquele macho negro e se ajoelhando entre as pernas dele começou a lamber parte da porra que saia do pauzão negro completamente melecado e toda tesuda engolia cada gota que escorria.

O que me deixou mais louco de tesão foi ver mamãe ajoelhada de 4 na cama mostrando sua buceta toda arreganhada escorrendo porra branca bem diante de meus olhos sedentos e não consegui me controlar e gozei de novo encharcando de vez minha cueca.

Depois de alguns minutos sem saber o que fazer sai dali e fui me sentar em uma pequena praça que havia perto de minha casa até esperar que Rubão o macho negro da minha mãe fosse embora e então voltei pra lá como se nada tivesse acontecido.

Nunca tinha me passado pela cabeça que minha mãe tão linda fosse uma puta completamente sem pudor e não demorou pra que ficasse sabendo que desde quando se casara com meu pai a safada sempre fora infiel pela conversa que escutei dela com uma amiga intima tão safada quanto ela. Percebi que meu pai era um corno conformado porque mamãe de vez em quando saia a noite sozinha com uns vestidinhos super curtinhos dizendo que ia visitar uma amiga e ele aceitava numa boa.

Dava pra notar que mamãe quando voltava pra casa de madrugada dava um trato bem legal no papai porque o barulho que vinha do quarto deles não deixava duvidas que a coisa ficava bem quente.

Também dei alguns flagras na mamãe fodendo com o papai e deu pra ver perfeitamente que papai não tinha uma rola do tamanho do tesão dela e com certeza o negão caralhudo Rubão que fodia a tarada toda semana a fazia gozar muito mais gostoso com sua picona negra enorme que era quase o dobro do tamanho do papai e certamente assistir a mamãe transando com aquele macho negro e depois ver a porra dele escorrendo da buceta branca inchada da mamãe me deixava completamente maluco de tesão e meus gozos era incrivelmente fantásticos.

Foi então que em uma festa conheci uma linda garota muito putinha e com ela perdi minha virgindade, só que transei com a safada apenas uma vez porque ela era de outra cidade, estava a passeio e depois disso passei a trepar só com as prostitutas que faziam ponto em uma avenida não muito longe de minha casa e toda semana gozava gostoso com elas.

Quando completei 19 anos, minha avó materna faleceu por motivo de doença e minha mãe recebeu uma bela herança e então resolveu dar de presente uma grana pra que eu começasse um negócio próprio.

Como sempre fui fissurado por motos montei uma pequena revenda e devagar comecei a comprar e vender motos usadas e por sorte e também por trabalhar direitinho rapidinho me dei bem e passei a ganhar uma boa grana e logo tive que alugar um local mais espaçoso para poder atender minha clientela que a cada dia aumentava me trazendo mais lucros.

Na semana do meu aniversário de 21 anos apareceu um casal na minha loja querendo comprar uma moto e depois que um vendedor os atendeu foram levados até minha sala para terminar de fechar o negócio fiquei sabendo que não eram namorados e sim irmãos.

A garota era uma loira de cabelos curtinhos, 23 anos, 1.70m e além de muito bonita de rosto tinha um corpo daqueles de fechar o comercio. Coxas grossas, bunda grande empinada e pra deixar ainda do jeito que o diabo gosta a safadinha estava com uma microssaia que mais mostrava do que escondia. Quando ela se sentou na poltrona ao lado do irmão em frente da minha mesa de vidro já deu pra ver sua calcinha vermelha atoladinha entre os lábios de sua buceta bem cheinha. Ela sorrindo disse que seu nome era Vera, mas que todos os amigos a chamavam de Verinha não teve como me lembrar de minha mãe que também era uma puta exibicionista igual aquela loira safada sentada na minha frente nem sem se preocupava em fechar as pernas e tentar ser um pouco discreta.

Tive uma ereção incontida enquanto conversava com eles e dava pra notar perfeitamente que a safada sabia o efeito que provocava nos homens e então Verinha pegou um papel em cima da minha mesa enquanto o irmão preenchia o cheque do pagamento da moto e escreveu o numero do seu telefone e ainda deixou um recadinho abaixo dizendo: me liga que não vai se arrepender!

Meu pinto de 14 centímetros só deu uma acalmada depois que Verinha foi embora com o irmão e entrei no banheiro e pude me masturbar e gozar deliciosamente me lembrando do sorrisinho sacana daquela garota e principalmente de sua calcinha vermelha enfiada na sua rachinha branquinha volumosa.

Logicamente que no fim da tarde liguei pra Verinha e quando a convidei pra sairmos para bater papo em um barzinho ela disse que quando eu fosse buscá-la em sua casa nos resolveríamos aonde iríamos.

Ao chegar à casa onde morava Verinha saiu mais linda quando tinha ido à loja, vestidinho preto curtíssimo, sandália de salto alto e assim que entrou no carro perguntei se tinha algum lugar que ela gostava de ir e sorrindo bem sacana pegou minha mão e levando-a entre suas coxas senti que a safada nem tinha colocado calcinha, sua buceta estava úmida e quente e então disse:

-querido... primeiro quero ir ao motel... tô num tesão danado desde que você ficou de pau duro olhando minha calcinha na tua loja... só pra você saber meu querido... adoro transar... pra mim primeiro é o sexo... depois as outras diversões!

Não teve como não ficar de pau duro no ato com a ousadia daquela loirinha completamente safada e em poucos minutos estávamos em um motel e transamos super gostoso e acabei tomando um chá de buceta, de cuzinho e de boca de um jeito que nunca tinha acontecido antes. Verinha era uma puta completa e taradíssima e a safada me deixou esgotado de tanto trepar e quando fomos embora ela disse que quando quisesse era só ligar que sairíamos novamente.

Dois dias depois não me aguentei de vontade de rever aquela maluca tarada e quando liguei e convidei-a pra sair Verinha topou na hora só que comentou que já tinha confirmado sua presença no aniversário de uma de suas melhores amigas e então me chamou pra acompanhá-la na festa e que depois disso iríamos trepar bem gostoso e que ia me fazer gozar mais gostoso do que da primeira vez.

A safada falava em trepar, meter, foder, chupar, dar, gozar com a maior naturalidade do mundo.

Lógico que a acompanhei no aniversário da amiga e não teve como não ter certeza de que Verinha era uma tremenda exibicionista porque o vestidinho que ela colocara além de ter uma fenda enorme em uma das pernas que deixava sua coxa a mostra até quase na virilha, nas costas o decote era tão profundo que chegava ao começo do reguinho de sua bunda grande e como na primeira vez que saímos ela não estava usando calcinha e quando tive uma chance brinquei perguntando se ela não tinha dinheiro pra comprar lingeries. Toda safada respondeu que não gostava mesmo de usar e só colocava quando precisava tipo no dia que foi na minha loja com o irmão porque ele ficava bravo em sair com ela mostrando a buceta pras pessoas.

Verinha era assediada por todos os rapazes que estavam na festa e a safada sabia que era muito gostosa e se deixava abraçar por todos que aproveitavam e tiravam uma casquinha daquela loirinha sexy e com certeza ela gostava muito daquela safadeza sem querer querendo porque ela agarrava os caras e dava pra ver as mãos bobas dos safados deslizando pelo seu corpo e apertando sua bunda empinada.

Depois da festa fomos para o motel e Verinha estava mais tarada ainda após ter tomado uns drinques e a safada demonstrou que era uma putinha fogosa e escandalosa gemendo alto de um jeito que parecia que ia morrer gozando.

Naquela noite Verinha fez uma coisa que me deixou mais tarado ainda por ela quando depois que gozei enchendo sua bucetinha branca de porra ela me pegou pelos cabelos e toda tesuda foi empurrando meu rosto entre suas coxas sussurrando:

-prova que você gosta da tua putinha tarada... lambe minha buceta cheia de porra... quero tua boca me lambendo... quero gozar gostoso sendo chupada assim... faz safadinho... agora... quero gozar... chupa minha buceta gozadaaaaaaa!

Nem precisou pedir de novo e cai de boca naquela buceta quente como um vulcão e lambi até a ultima gota da minha porra que ejaculei dentro dela. Gostei tanto de ter feito aquela loucura que meu pinto continuou duro e logo voltei a socar na safada e quando dei um gritinho dizendo que ia gozar Verinha toda taradinha resolveu retribuir o que tinha feito e me fez gozar em sua boquinha sedenta. A putinha tinha uma garganta incrivelmente profunda porque ela não deixava um centímetro pra fora, colando sua boca no meu púbis.

Pra ficar ainda mais gostoso, Verinha me sugeriu que devia me depilar todo pra ficar tudo lisinho igual a bucetinha dela dizendo que a sensibilidade aumentava ainda mais o prazer e rapidinho aceitei a sugestão e fiz o que ela mandou e realmente adorei.

Depois que passei a me depilar todinho realmente fiquei mais taradinho e o que mais gostei mesmo foi que ao me olhar no espelho parecia que meu pinto tinha crescido um pouco, mas infelizmente era mesmo só impressão, ele continuava com seus 14 cm. RSS.

O que realmente melhorou foi que por ter muitos pelos pubianos e fiquei completamente liso meu pinto passou a se destacar ainda mais e Verinha me elogiou dizendo que eu fiquei muito mais bonito todo depiladinho.

Passamos a sair constantemente e lógico que todos comentavam que éramos namorados e Verinha sorrindo dizia que éramos amigos íntimos, só que eu já estava completamente apaixonado pela safada e então depois de uma noite maravilhosa no motel perguntei se ela não queria tornar nosso relacionamento mais sério e ela sorrindo disse:

-Fabio... você é um cara super legal... sempre faz tudo que quero... sei que você me curte muito... já faz mais de 6 meses que estamos saindo... mas não gosto muito de relacionamento sério... tive vários caras que começaram com essa conversa e depois de algum tempo já queriam mandar em mim... nas minhas roupas e eu não gosto de ser mandada por homem... gosto de machão só na cama... fora dela eu adoro me sentir livre... adoro abraçar e ser abraçada pelos amigos e logo que os caras viram “namorados” já se acham donos da gente e isso me tira completamente o tesão!

-Verinha... pode ter certeza que não vou ser esse tipo de homem... claro que não é fácil ser “namorado” de uma mulher tão maluca e tarada como você que adora usar vestidinhos curtos sem calcinha e vive mostrando essa bucetinha deliciosa pra todos machos... mas isso não importa... eu gosto de você do jeito que você é... juro que vou ser o “namorado perfeito” que você precisa!

Verinha toda safada deu um sorriso e depois de me dar um beijo daqueles de tirar o fôlego disse:

-Fabio querido... já que você está prometendo ser um “namorado perfeito”... acho que vou aceitar sua proposta! Será que você vai ser macho de verdade pra aguentar minhas loucuras... de vez em sempre posso ser mais safada do que já sou... depois não adianta reclamar!

Depois dessa conversa Verinha passou a dizer pra todos seus amigos que éramos namorados e quando comentei que queria apresentá-la a sua futura sogra ela sorrindo disse que nem sabia que já estávamos noivos e então comentei que realmente estava pensando em nos casarmos e Verinha toda safada me abraçou sussurrando em meus ouvidos:

-Será que meu “noivo” ta pronto pra ser um “marido perfeito” para uma esposa completamente putinha e tarada? Pense bem no que tá fazendo... depois que colocar a coleirinha no teu pescoço e passar a ser tua dona... vai ter que ser um cachorrinho bem obediente! Só pro meu futuro maridinho saber... como esse é meu ultimo ano da faculdade tudo anda muito corrido... não tá sobrando muito tempo pras festas... e por causa disso tô sendo uma garota muito quietinha... mas... depois disso ninguém vai me segurar... se bobear... festa todo dia!

Concordei no ato beijando-a e dizendo que bastava ela topar que eu iria providenciar os papeis no cartório.

Quando apresentei Verinha pra minha mãe não demorou nada para que ambas parecessem amigas de longa data e quando comentei que iríamos nos casar ela disse que ia ajudar em tudo para que fosse um casamento maravilhoso.

Olhar aquelas duas loiras lindas nas lojas escolhendo as coisas era espetacular, belas e extremamente sexy desfilando em seus vestidinhos curtíssimos com as coxas de fora. Mamãe apesar de já ter completado 39 anos, depois de ter feito uma lipo e aumentado os seios estava ainda mais sensual e Verinha com 24 anos, gostosa do jeito que era mais pareciam irmãs do que sogra e nora.

Mamãe ficou completamente entusiasmada com sua nora dizendo que eu tinha encontrado uma esposa linda e perfeita e Verinha sempre elogiava minha mãe dizendo que também tinha uma sogra maravilhosa.

O casamento foi marcado para janeiro assim que terminou a reforma da casa onde iríamos morar e tudo aconteceu como manda o figurino.

Nossa lua de mel foi em Porto de Galinhas e passamos uma semana nos divertindo com muita praia e um sol incrível e voltamos completamente bronzeados. Verinha por ser loiríssima ficou com uma pele totalmente dourada e as marquinhas em seu bumbum empinado maravilhoso faziam com que parecesse maior ainda e nos seios apenas a marca das tirinhas que mal cobria os bicos grandes de seus seios, mas o que mais me chamou a atenção foi seu buceta cheinha bem branquinha que ficou até parecendo uma calcinha de tanto contraste que fazia com sua pele bronzeadissima e todo safado comentei que quando ela fosse se sentar com seus vestidinhos curtos iriam pensar que ela estava usando calcinha e ela sorrindo disse:

-pode deixar meu maridinho safado... quando isso acontecer eu deixo as pernas um pouco mais abertas e mostro minha buceta rosadinha por dentro... e assim eles vão perceber que não é calcinha seu tolinho... e do jeito que tô me sentindo mais gostosa douradíssima... acho que vou comprar uns vestidinhos ainda mais curtos... alias... eu tenho um fetiche muito louco... tive um sonho muito louco... sair completamente nua em uma rua movimentada só pra ouvir um bando de safados gritando que eu sou gostosa, linda e então um carro com uns 4 homens bem tarados me raptassem, me levassem pra um motel e me comessem todinha sem dó!

-acho que me casei com a garota mais tarada do planeta e nem posso reclamar... eu sabia que seria assim... e o pior é que essa conversa sacana já me deixou de pau duro... e minha esposa putinha vai ter que dar um trato nela pra acalmar um pouquinho!

Logo Verinha estava engolindo meu pau com sua uma garganta profunda que me levava à loucura e não demorei a gozar enchendo sua boca sedenta de porra e foi então que minha esposa safadinha fez uma coisa que ainda não tinha feito. Ela então colou sua boca na minha e deixou escorrer minha porra pra dentro da minha e nosso beijo completamente melecado foi muito louco e intenso.

Meu pau voltou a ficar duro ao ter feito aquela safadeza maluca e Verinha sentou no meu pau e passou a cavalgar forte e logo soltou gritinhos de prazer gozando gostoso comigo.

Outra coisa que aconteceu em nossa lua de mel foi que quase todo dia quando algum camareiro levava alguma coisa em nosso quarto minha esposa tarada sempre estava completamente nua e a safada desfilava diante deles com uma naturalidade incrível e bastava saírem do quarto que a putinha já me jogava na cama e queria meter dizendo que aquelas safadezas a deixavam muito mais tesuda.

A casa onde fomos morar tinha uma bela piscina onde minha esposa se bronzeava quase todo dia de sol com seus micro-biquínis e quando eu chegava em casa depois do trabalho ela já esfregava a buceta na minha cara mandando chupá-la e logo em seguida estávamos transando loucamente.

Depois do casamento Verinha de vez em quando ia junto comigo na minha revenda de motos e com suas roupas curtinhas e provocantes deixava todos meus funcionários e clientes completamente ouriçados repletos de pensamentos “pecaminosos” e isso ao invés de me irritar me deixava com mais tesão ainda e a safada sabia disso porque sempre que tinha uma chance dava umas pegadas no meu pinto e ao encontrá-lo sempre durinho dizia:

-hummm... que maridinho mais tarado... adora ter uma esposa completamente exibicionista como eu sou né?

Algumas vezes ao sentir que o movimento estava tranqüilo na loja minha esposa safada trancava a porta do escritório e fazia-me comer sua bucetinha e seu cuzinho em cima da escrivaninha. Ainda bem que as paredes do escritório e a porta eram bem grossas porque a safada gemia muito alto quando gozava gostoso. De vez em quando Verinha saia de casa dizendo que ia visitar as amigas ou minha mãe, mas eu tinha certeza que a safada não estava falando a verdade, mas como eu havia prometido ser um cachorrinho fiel ficava esperava sua dona voltar só que em vez de lamber suas mãos eu lambia sua buceta e ficava imaginando se aquela bucetinha cheinha e branquinha tinha levado outro pau dentro dela e só de pensar nisso meu gozo chegava forte e intenso.

Foi então que aconteceu uma situação que iria colocar mais fogo no que já estava fervendo.

Sai cedo de casa e deixei minha esposa dormindo e quando era quase 10.00h ela me ligou dizendo que estava tomando banho e o chuveiro começou a sair um monte de fumaça dos fios e ela saiu correndo do banheiro e pediu ajuda a um homem que passava em frente de casa e ele desligou a chave geral pra não pegar fogo em tudo.

Depois de perguntar se ela estava bem Verinha deu uma gargalhada e disse que agora estava, mas na hora achou que ia pegar fogo na casa, ainda bem que o homem sabia o que fazer e não deixou que acontecesse nada mais grave. Acabei rindo da situação e a primeira coisa que perguntei foi se ela tinha saído na rua completamente nua pra pedir ajuda ela então disse que se enrolou mais ou menos numa toalha, mas com certeza o homem que a socorreu deve ter visto quase todo seu corpo do jeito que ela ficara nervosa. Perguntei como era o homem e sorrindo disse que ele era já bem idoso e não rolou nada além do socorro.

Quando comentei que ia arrumar um eletricista pra mandar até nossa casa pra ver o que precisava ser feito Verinha então disse que tinha ligado pra minha mãe e que ela falou que ia mandar alguém de confiança pra resolver isso rapidinho.

Achei estranho ela ter ligado pra minha mãe e Verinha então disse que primeiro ligou pra mim, mas quem atendeu falou que eu tinha ido ao banco e talvez fosse demorar um pouco e então resolveu ligar pra sua sogra querida e já deixou tudo resolvido sem precisar incomodar o maridinho (EU).

Comentei então que esperava que mamãe mandasse alguém que fizesse tudo bem rápido sem cobrar muito caro e então Verinha me disse que mamãe tinha falado que o eletricista já tinha feito vários serviços pra ela e trabalhava bem e que o nome dele era Sr. Rubão. Fiquei calado por segundos no telefone ao ouvir o nome daquele negro caralhudo que comeu minha mãe um monte de vezes e no ato pensei que o safado também iria se engraçar com minha linda esposa safada e então disse pra ela que quando o eletricista chegasse era pra me ligar.

Já era quase na hora do almoço quando Verinha me ligou dizendo que o Sr. Rubão tinha ido em casa e depois de avaliar o que tinha acontecido disse que não era nada muito grave e depois de almoçar compraria os materiais que precisava e que até a tarde tudo estaria resolvido e todo curioso perguntei se o Sr. Rubão parecia ser gente boa Verinha soltou um risinho sacana que eu já conhecia e comentou:

-acho que sim... ele disse que minha sogra tinha o mandado fazer o trabalho bem direitinho e não explorar sua nora querida... mas... apesar do Sr. Rubão parecer ser um bom eletricista... acho que o negão é um cara bem safado e taradão! RSS.

-porque você está dizendo isso Verinha? O que aconteceu pra você dizer isso?

-bem... como meu banho tinha ficado pela metade quando o chuveiro pegou fogo... resolvi nadar na piscina e quando o Sr. Rubão chegou abri o portão e mandei-o entrar e lógico que nem me preocupei por estar de biquíni... tua mãe me falou que ele era de plena confiança! Fui junto com ele mostrar o chuveiro onde o fogo tinha começado e foi ai que percebi que o negão não tirava os olhos do meu corpo... e quando olhei na frente da bermuda dele tinha uma barraca enorme... o safado ficou com o pauzão bem duro!

Na hora senti meu pau endurecer em segundos... a lembrança do Sr. Rubão fodendo minha mãe com aquele pauzão enorme e grosso me veio na mente e todo safado continuei a conversa dizendo:

-nossa... verdade querida... então minha mãe mandou um negão tarado pauzudo pra socorrer minha esposa... que mãe mais safada que é a minha... mas... e ai... sua taradinha... pelo tom da sua voz... acho que você não ficou com nem um pingo de medo né? Ou será que minha esposa tem medo de pau grandão? Lembrei-me agora que na nossa lua de mel você adorava ficar nuazinha e se mostrar pros camareiros... com certeza muitos ficaram de paus duros querendo te comer! O eletricista só te viu de biquíni... se você estivesse nuazinha será que ele ia te agarrar e te comer na marra?

Verinha toda safada disse:

-acho que meu maridinho safado ta gostando muito dessa conversa safada né... já que você ta botando pimenta... só pra você saber... se ele me agarrasse ele não ia precisar me comer na marra... eu dava gostoso... faz bastante tempo que não sinto uma rola grande com aquela na minha bucetinha apertada... acho que você sabe que se casou com uma putinha... eu te avisei antes... será que se eu der minha bucetinha branca pro negão pauzudo... ele vai fazer o serviço mais barato? RSS.

Não demorou mais do que 15 minutos pra que eu chegasse em casa e quando minha esposa me viu deu um sorriso bem sacana dizendo:

-veio conferir se o negão já tava me comendo... ou será que ta com medo que ele deixe minha bucetinha apertada toda arrombada?

Eu a agarrei todo tarado e logo estávamos metendo gostoso e gozei rapidinho e Verinha toda safada disse:

-é... acho que não vai ter jeito... vou ter que dar pro negão eletricista... meu maridinho gozou muito rápido me deixando com vontade! Agora trata de limpar minha bucetinha com sua boquinha tesuda... você sabe que adoro quando você faz isso... deixa minha buceta bem limpinha... pro negão pauzudo me foder gostoso!

Dei um sorriso safado e em segundos estava lambendo a bucetinha da minha esposa putinha e ela então toda tarada disse:

-hummm... que delicia de boca tem meu maridinho... mais tarde vou querer que você faça isso de novo... seu taradinho safado!

Beijei minha esposa na boca e completamente tarado sussurrei:

-quero assistir você dando pro negão... sou louco pra ver você dando pra um cara bem dotado... deixa eu ver você trepando com outro!

-hummm... que delicia ouvir meu maridinho pedir isso... eu sabia que você seria um maridinho do jeito que eu gostaria de ter... um corno escravo... vou adorar ser tua rainha... seu safadinho... depois que o negão chegar vou levar ele pro nosso quarto e você vai ficar no closet assistindo... ahhh... que tesão que eu tô... tô louca pra dar pra um macho negro com um caralho enorme!

Depois de uma meia hora Rubão chegou e minha esposa toda safada continuava só de biquíni com seu corpo esplendido à mostra. Rapidinho me dirigi ao closed completamente nu, meu pau parecia que ia trincar de tão duro e não demorou pra que os dois entrassem no quarto e pude escutar a conversa que já era bem quente:

-nossa... que negão mais tarado... já chega me agarrando e tirando meu biquíni... vou ter que contar pro meu marido que o eletricista que a mãe dele me mandou ta querendo me estuprar... aiiii... seu tarado!

Rubão todo macho disse:

-deixa de onda sua puta safada... a Vera me deu tua ficha... falou que você é vagabunda... que é puta desde novinha... alias você é vadia igual a ela... puta fácil... vou te comer todinha sua branquela safada... antes de fazer o serviço... agora deixa de frescura e chupa o pau do negão... deixa ele bem molhadinho que vou arrombar essa buceta branca... adoro foder puta branca... chupa sua vagabunda!

Devagarzinho coloquei a cabeça na fresta da porta do closed e minha esposa estava de joelhos no tapete ao lado da cama e o Rubão estava sentado com seu pauzão enorme e cabeçudo duro como uma rocha segurando a cabeça da minha putinha fodendo a boca da safada com força. Verinha não corria da raia e deixava aquele pauzão ir fundo na sua garganta e ele todo tarado dizia:

-isso... mostra que você é uma puta sua vadia safada... engole o pau do teu macho... gosta de pau grande igual tua sogra né cadelinha branca... issooooo... assimmm... chupa cadela... engole... ahhhhhh!

Depois de foder a boquinha da minha esposa ele a pegou e colocou-a de 4 na beira da cama e depois de pincelar aquele monstro na entradinha da buceta deu um fincada firme e aquele pauzão foi entrando firme até o talo.

Minha esposinha tarada deu um gritinho de puta safada dizendo:

-aiiiii... como é grosso... minha bucetinha é muito apertada.... nossa... entrou rasgando... ahhhh... que pau gostoso... tava precisando mesmo de uma assim... bem que minha sogra disse que eu ia amar dar pra você... mete... soca tudo... me trata como uma puta... adoro pau de negão... me arregaça... fode minha buceta seu cachorro taradoooooo... ahhhhh!

Rubão mostrou que era um macho que sabia foder putas brancas tesudas e socava forte como uma garanhão e aproveitava pra dar uns tapas na bunda branca da minha esposa putinha dizendo:

-rebola vagabunda de rua... cadela safada... gosta de botar chifres no marido né sua cadela... vai apanhar na bunda pra dar mais gostoso... rebola sua vadiaaaaaaaaaa... ahhh... que buceta apertada tem a branca safada... da gostoso pro teu macho cadela!

Verinha toda safada deu uma olhada de rabo de olho para a porta do closed pra mostrar que era minha rainha e sussurrou:

-aiiii... Rubão seu tarado... vai deixar minha bunda toda vermelha... meu maridinho corno vai ver que dei pra outro... seu safado... ahhhh... que delicia de pau... como é grosso... adoroooooo grossão... o pau do meu maridinho é tão pequeno perto do teu... ahhh que pauzão... me come seu tarado... bate mais... já que ta vermelha... bate com mais força... ahhhh... que deliciaaaaaaaa!

Já que a putinha estava pedindo Rubão encheu a bunda da Verinha de tapas socando seu pauzão com força na bucetinha branca dela que gritava que nem uma louca gozando copiosamente. Logo Rubão mostrou que estava mais tarado do que das vezes que assisti ele comendo minha mãe e colocando minha esposa sentada de frente no colo dele a fez cavalgar com vontade e quando Verinha começou a gozar gritando ele aproveitou e deu uns tapas no rosto dela dizendo todo macho:

-grita sua cadela... adoro puta gritando de tesão espetada na minha pica grossa... goza com teu macho cadela de rua... vagabunda... vou te bater na cara pra aprender a dar mais gostoso pro teu macho... rebola na minha rola sua puta branca safada... vou encher essa buceta de porra... ahhhh... que puta gostosa... safadaaaa!

Rubão deu um berro e começou a gozar na bucetinha branca da minha esposa que tremia de prazer sentindo aquele macho ejaculando como um cavalo reprodutor dentro dela e logo em seguida o negão se levantou e sorrindo satisfeito disse:

-bem... deixa eu terminar de fazer o serviço... mas depois vou te foder de novo sua cadela... vou comer esse rabo também!

Nem bem Rubão saiu do quarto sai do closed e vi minha esposinha toda largada em cima da cama e ela dando um sorrisinho sacana disse:

-vem meu corninho... soca esse pintinho na minha buceta gozada... quero mais porra dentro dela... goza pra sua putinha tarada!

Foi enfiar e dar duas bombadas que comecei a gozar e gemer loucamente sentindo aquela buceta toda alagada de porra de outro macho e minha esposa toda tarada também parecia estar em transe de poder fazer aquela safadeza louca e quando parei de tremer Verinha toda tesuda sussurrou em meus ouvidos:

-mostra o que você sabe fazer de mais gostoso e que eu adoro... lambe a buceta da tua esposa putinha completamente gozada... da tua porra e da porra do negão... lambe tudo... que eu quero gozar com meu maridinho corno me chupando!

Quando colei minha boca naquela buceta arrombada achei que talvez pudesse ter algum tipo de repulsa por sentir o gosto da porra daquele macho negro tarado, mas em segundos o tesão tomou conta de mim e lambi e engoli tudo como um bebe esfomeado e Verinha sentindo que estava no poder me fez deitar de costas e toda tesuda sentou no meu rosto e completamente tarada sussurrou:

-engole a porra do negão meu corninho safado... engole todinha a porra do macho que fez sua esposinha gozar gostoso de verdade... lambe até a ultima gota corno... ahhh... ahhh... vou gozar... de novo!

Eu já tinha gozado duas vezes e meu pau continuava duro e depois de Verinha dar uma acalmada ela se levantou e pude ver que sua bunda tava completamente marcada dos tapas que levara e seu rosto também estava bem vermelho e então ela sorrindo disse:

-fica ai no closed repousando corninho... hoje você não vai mais trabalhar enquanto o negão estiver aqui em casa... não vai demorar pra eu trazer ele pro nosso quarto de novo... ele prometeu que ia comer meu cu... e eu to louca pra dar pra ele... e você vai lamber meu cuzinho igual lambeu minha buceta... seu safado... gostou do gosto da porra do macho que fodeu a tua esposa puta né seu corno!

-sua maluca tarada... eu faço tudo que você quiser... eu prometi e vou cumprir... mas depois vou querer saber dessas historias entre você e a puta da minha mãe!

Rubão não demorou pra voltar e enrabou minha esposa putinha sem um pingo de dó como tinha prometido e mostrou que gostava de dominar as putas com sua rola enorme e com sua mão pesada enchendo a bunda e a cara de tapas bem dados.

Assisti a tudo ali escondido no closed com meu pintinho durinho e assim que ele saiu do quarto foi minha vez de foder o cu da minha esposa putinha e lamber toda a porra que o negão tinha depositado naquele rabo delicioso.

Se antes disso eu já era um corno apaixonado pela minha esposa puta depois disso me tornei um escravo sexual total e quando Verinha e minha mãe deram pro negão Rubão quase morri de tanto gozar assistindo as duas sendo comidas por aquele macho caralhudo que sabia como fazer duas taradas gozarem espetadas naquele mastro negro espetacular e minha esposa demostrava que era muito mais puta do que podia imaginar, mas isso só irei contar na continuação desse relato sexual completamente maluco.

crisnuber@outlook.com

https://www.casadoscontos.com.br/perfil/180559

contos recomendados: UM TRAVESTI BEM DOTADO PEGOU MINHA ESPOSA E...

MEU MARIDO TROUXE UM AMIGO PRA ME FODER!

wwwwwwwwwww6x

Comentários

27/11/2016 15:57:34
Muito muito bom... Showwww!!
11/05/2016 23:27:36
esse conto é muito fodástico, haja controle pra suportar tanta putaria assim e nao fazer nada com as mãos, mas como não sou de ferro, quer saber, vou é tocar uma punhetinha srrsrsrsrsrs
26/04/2016 19:18:50
Maravilhoso. Puro tesão.
19/04/2016 09:01:39
Adorei não sou negro tenho 51 anos e um pau de 19cm se quiser uma foto pra mostra pra sua Verinha passa o wtsap que mando também precisando de funcionário para sua esposa estou desempregado donemagrao@Gmail.com
j.a
04/03/2016 15:16:07
continua nota 10
29/02/2016 07:43:04
Ótimo conto o ruim é que vc nunca posta a continuação
Haw
19/02/2016 06:29:22
Ótimo
02/02/2016 12:45:19
Muito bom seu conto! Parabens mano nota maxima
01/02/2016 21:23:42
Seus contos são bons demais!!! Adoraria casar com uma mulher que me fizesse de corninho manso assim!!! A sensação deve ser maravilhosa!!!
31/01/2016 14:51:00
Como sempre um excelente conto, muito tesão.
27/01/2016 09:39:30
Que putas! Gozei
26/01/2016 18:05:42
Teu conto é uma delícia.
26/01/2016 15:40:38
Que delícia de conto, Nuber
26/01/2016 15:10:32
Delicia de conto muito bom adorei votado
26/01/2016 14:47:28
fantástico. são contos assim que animam a gente a continuar lendo. um dos contos mais excitantes que tenho lido ultimamente. não só esse, mas todos os outros escritos por você. sou casado e adoro imaginar minha esposa vivendo situaçoes assim e agora com esses contos de cornos totalmente mansos , estou louco de exctiatção sempre imaginando aminha esposa vivendo historias assim é uma deliciameu email , historinhaslegais@outlook.com gostaria de conversar com amigos aqui do site sobre isso,,e mostrar fotos da minha esposa
26/01/2016 14:09:23
Muito Bom...tesão demais, tenho a maior vontade de ver minha mãe com um negão
26/01/2016 10:33:27
Muito bom... Tô fiquei de pau duro do início ao fim do conto.
26/01/2016 10:17:55
Uns dos melhores contos que le estou aqui com a cueca toda melada doido prá chegar em casa e pegar a negona fuder bem gostoso

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.