Casa dos Contos Eróticos

INICIO DE MINHA VIDA DE PUTA COM MEU CUNHADO

Autor: PAULA
Categoria: Homossexual
Data: 12/10/2017 08:18:07
Nota 10.00
Ler comentários (1) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

INICIO DE MINHA VIDA DE PUTA COM MEU CUNHADO

Sou uma mulher normal, bem casada, com filhos, morena alta, peso cerca de 66kls. Corpo bem feito, pernas grossas, enfim uma mulher gostosa, mas muito familiar, na rua todos olham quando passo, mas vivo apenas para minha família, meu marido já não me procura tanto somente uma vez ao mês me satisfaz, outras vezes me acaricio no banho e gozo bastante. Festa somente participava de encontros em família, nunca saímos à noite para baladas etc. Durante um aniversario de uma sobrinha, eu sentada ao lado de uma cunhada irmã de meu marido a Laura, ouvi suas reclamações sobre o marido que queria fazer sexo diariamente e até mais de uma vez por noite, tentei mudar de assunto, porém ela voltava neste assunto, não sei se para desabafar ou para fazer propaganda de seu homem e que era desejada.

Embora a conversa fosse cansativa tive de ouvir por horas tudo o que o marido fazia e queria fazer, que gozava duas vezes por noite dentro dela, que chupava seus seios, que a procurava também durante o dia, enfim, contou todas as intimidades com o marido, olhei de longe o marido, chama-se Marcio, e fiquei pensando, será que ele sabe que ela somente fala dele, e tentei falar outras coisas porem a conversa voltava para seu garanhão, eu coitada, fazia sexo no máximo uma vez ao mês, apenas sorria. Quando fomos embora contei a meu marido e ele disse, é louca por sexo e adora que seu marido seja assim, e vc gostaria que fosse assim, eu disse não sei, mas vamos tentar ao menos melhorar o numero de vezes, adoro ser sua, e às vezes sinto falta, ele falou tira isso da cabeça é loucura da Laura, mulher de família apenas satisfaz o marido e pronto. Eu sorri concordando.

Fiquei com aquilo na cabeça e quando ia dormir ficava imaginando meu marido me chupando e me comendo todas as noites, gozava em sonhos, ou então quando me masturbava até gozar bem gostoso. Certa ocasião teve necessidade de um eletricista para trocar a fiação de nossa casa, meu marido disse vou chamar o Marcio para fazer este serviço, ele é da família e não vai explorar cobrando caro, na semana seguinte o Marcio veio ver o serviço, acompanhado da sua mulher que aproveitou e veio nos visitar, enquanto os homens falavam eu fiquei conversando com Laura ai notei que seu marido é um homem lindo, bem grande, deve ter mais de 1,80 pesando perto de 80 kl. Moreno escuro, cabelos bem pretos e olhos maliciosos, assim que saíram ficando sozinha em casa fui me banhar e no banho veio à imagem de Marcio em minha mente e me acariciei imaginando aquele homem beijando e acariciando meu corpo, gozei bem gostoso, e fui cuidar da vida.

No dia seguinte logo cedo, Márcio chegou ofereci café ele disse que teria muito trabalho, quis se trocar, levei-o a nosso quarto e fui para a cozinha ajeitar minhas coisas, quando ele saiu, e iniciou os trabalhos, fui ao quarto e resolvi dobrar suas roupas, tinha tirado a cueca, pensei deve ser para trabalhar mais a vontade, quando fui dobrar a cueca senti um cheiro de macho delicioso, fui com ela ao banheiro da suíte e me acariciei gozando com o cheiro da cueca, depois fui para o quarto e dobrei todas suas roupas, deixando-a em cima da cama, na hora do almoço, chamei para almoçar ele veio, estava com um sem camisa, pois estava calor, e somente de bermuda sem cuecas, pois tinha tirado, vi seu pau meio mole balançando, fiquei louca, e desviava o olhar, mas logo voltava a olhar para o pau dele, até que ele percebeu e ajeitou o pau com as mãos, deixando-o duro apontando como um circo na bermuda fiquei doida de tesão. Falou vou descansar um pouco no sofá Paula, posso? Eu disse sim fique a vontade, ele falou se ficar mais a vontade fico nu sem nada por cima e sorriu com malicia. Depois voltou a seu trabalho e quando passava por mim, via seu pau balançando solto dentro da bermuda, e seu olhar de malicia não saia de mim.

A tarde terminou seu dia de trabalho e pediu para tomar banho e entrando no meu banheiro, tomou seu banho, até que ouço um pedido, Paula, preciso de uma toalha pode me trazer, por favor, prontamente fui levar ao chegar perto da porta ele abriu a porta completamente pelado, vi, o que vi foi o maior pau que já vi na vida, lindo, reto, grosso, comprido, delicioso, fiquei louca e corri para fora do quarto, completamente excitada. Pensei sua mulher é realmente uma felizarda, e ele foi sair antes passou por mim, e beijou meu rosto, senti seu cheiro, cheiro de macho dominador e saiu da minha casa, eu fiquei molhada de excitação, acariciei minha buceta e gozei novamente, não sabia como me controlar perto daquele homem, e ainda mais com os elogios de sua esposa, eu estava ficando louca de tesão. À noite quase fiz um estrupo em meu marido, se ele não me comesse eu o comeria estava louca e ele perguntou por que vc esta assim, eu depois de gozar falei, é seu cunhado me deixou louca, ele sorriu e disse, ainda com a conversa de minha irmã na cabeça, eu disse não eu vi o pau dele, e fiquei louca de tesão, e amanhã vou sair de casa e somente volto à noite, o deixo sozinho aqui, meu marido disse nada disso ele tem de almoçar e se precisar comprar algo vc terá de fazer isso, deixe de pensar bobagens, à noite faço vc gozar novamente bem gostoso, virou e dormiu. Fiquei pensando será que ele esta gostando de eu estar com tesão pelo seu cunhado, ou para ele tanto faz, se eu tiver outro homem ou não?

No outro dia logo cedo Marcio chegou e ofereci café, somente para provocar eu vesti um lindo conjunto de lingerie preto, e um vestido branco com tecido bem fino, que aparecia o a lingerie através do tecido, ele ficou me olhando e disse cunhada, vc esta cada dia mais gostosa, falei pena que não é para seu bico, não é cunhado. Sorrindo respondeu somente olhar já me satisfaz cunhada, veja como esta dura? Sai da cozinha toda sem jeito, o pau dele estava duríssimo através da bermuda, fiquei molhada na hora, deixei-o fazer seu serviço e fui preparar o almoço, chamei-o para almoçar ele pediu, posso tomar uma ducha antes estou todo suado, eu dei a toalha em sua mão e falei pode ir Márcio, ao sair do banho ele saiu apenas de bermuda sem cuecas, sem camisa e sentou-se para almoçar, após pediu para sentar a sala para ver o noticiário, eu autorizei, quando passei pela sala, vi seu pau como um circo armado na bermuda, ele falou cunhada, ele não quer me obedecer, quer que vc cuide dele, eu falei sai pra lá seu tarado, e corri para o quarto, trancando a porta, me masturbei até gozar pensando naquele monumento. Quando voltei ele já tinha iniciado seu trabalho, e as vezes sentia seu olhar no meu corpo, fiquei molhada o dia todo, minha buceta não me dava sossego, a tarde ele foi tomar banho, ao sair me chamou somente de cuecas quando cheguei perto ele me puxou e abraçou-me, senti seu pau encostado na minha buceta, por cima da roupa, senti sua boca se aproximando da minha, não resisti me entreguei aquele beijo delicioso de língua, ele pegou minha mão e colocou sobre seu pau, abaixando a bermuda, senti toda a pujança do pau daquele homem delicioso, com muito jeito, foi me levando para a sala onde me jogou sobre o sofá, e levantando meu vestido, tirou minha calcinha e beijou minha buceta com tesão, eu adorei quando senti sua língua entrando na minha racha, fiquei louca e comecei a pular de prazer, e gemer gostoso, ele então me fez gozar com sua língua, e mordiscava minha buceta e o grelo, eu fui as alturas, e gozei como nunca havia gozado, ele falou tenho de ir mas amanha vou comer esta buceta deliciosa e quente, pense nisso gostosa, sonhe com meu pau entrando na sua buceta e vai gozar feito louca, com ele em sua buceta, me beijou a boca e foi embora, continuei deitada no sofá, em transe, sem saber o que pensar ou falar.

À noite meu marido perguntou e ai como foi hoje, achei que ele estava apoiando meu tesão pelo cunhado e contei a ele que o cunhado tinha me beijado me chupado e que me fez gozar duas vezes com a língua e boca na minha buceta, ele então disse, sabia que este tarado não iria te perdoar, quer que eu fale com ele proibindo de tocar em vc, eu sorri pensando, o cara esta excitado por ouvir minha confissão, o pau dele estava duríssimo como nunca tinha visto antes, estava morrendo de tesão ao ouvir minha confissão, resolvi falar, não amor deixa afinal ele esta fazendo um ótimo serviço, ele então me possuiu com muito ardor e tesão e falou se ele fizer algo com vc, me conte tudo nos mínimos detalhes, eu falei conto sim meu maridão gostoso.

Pela manhã já era quarta feira e o serviço dele terminaria na sexta, ele assim que chegou disse, vou tomar uma ducha e volto cumprir o que prometi eu sorrindo falei prometeu o que, ela falou espera, e saiu do banho tomado, completamente nu, o seu pau estava duro e grande maior do que quando o conheci, e ele me beijando levou-me no colo para minha cama e lá beijou minha buceta e colocou o pau dentro dela, com muito jeito e prazer, eu agasalhei aquela ferramenta com a buceta, ai que delicia minha buceta esta molhadíssima, e ele disse agora ou te mostrar como um homem fode sua mulher e começou a foder, eu gozei varias vezes sentindo o pau entrar e sair, ele aguentou uns 10 minutos, eu estava quase desfalecendo de tanto gozar com o pau dentro da minha buceta, ai ele gozou e encheu minha buceta de porra, porra esta que não parava de sair, que delicia fiquei desfalecida, ele esperou uma meia hora, sempre me beijando e pediu agora da uma chupada no meu pau, eu obedeci afinal estava adorando o macho, e ele após alguns minutos gozou na minha boca enchendo de porra engoli quase tudo, o que não consegui, ficou no meu rosto e seios. Depois do descanso merecido o guerreiro disse tenho de adiantar o serviço, minha cunhada putinha e foi trabalhar demorei a me restabelecer, na hora do almoço ele prometeu que antes de ir embora me iria foder novamente, desta vez no cu, eu disse não vou aguentar ele disse vai sim vai amar.

A tarde após seu serviço ele falou vou me banhar e venho comer seu cu, se prepara cunhada, eu fiquei nuazinha em minha cama, ele beijando meu corpo todo, parou na bunda onde enfiava a língua no cu e no rego, eu gemia de prazer, dizendo minha buceta esta toda esfolada ele falou por isso vou comer seu cu, sua puta, e virou-me de bruços me fez ficar de quatro e colocou a cabeça na porta do cu, senti o calor do pau, e ele forçou, gritei e ele continuou, eu chorava e ele continuava, bem devagar, com carinhos, mas sem parar eu senti meu cu se abrir como uma rosa, e o pau entrava, perdi os sentidos mas continuou a penetração, quando chegou no fundo do cu, ele falou agora vou comer este cu virgem como somente um macho sabe fazer e fudeu meu cu, com avidez, que delicia o pau ia e vinha, ia e vinha eu gemia e gritava de prazer até sentir a porra encher meu cu, eu desmaiei, somente voltei a mim com ele jogando agua no meu rosto, eu estava com o cu em brasa e a buceta ardendo, ai ele me beijou e foi embora, segundo ele comer sua mulher.

Assim que fui para a cama com meu marido, ele perguntou como foi hoje o trabalho do cunhado, eu disse ótimo, mas rendeu pouco por que antes de iniciar ele quis comer minha buceta, me chupar inteira, me fez chupar seu pau, quando foi trabalhar já eram quase 10horas, a tarde antes de ir embora, por volta do quatro horas ele quis, porque quis comer meu cu virgem e não tive como negar e ele comeu com uma vontade incrível, foi simplesmente delicioso dar a buceta, o cu e chupar o pau dele, nunca vou esquecer-me deste dia, eu falava olhando nos olhos de meu marido, que com o pau para fora se masturbava e seus olhos viravam de prazer a cada palavra de sacanagem que eu dizia, e gozou quase sem se tocar, molhando todo nosso lençol, disse ai que delicia conta os detalhes amor, por favor, quer saber os detalhes Paula. Perguntou posso comer sua buceta querida, deve estar deliciosa, eu disse esta um pouco ardida, mas é um direito seu pode me usar como quiser, ele falou estou amando saber que vc deu para ele amor, venha e enfiou seu pau na minha buceta e gozou feito louco, eu adorei três vezes bem fudida em um dia somente, dormi satisfeita, com meu marido me acariciando a noite toda. Pela manha antes de sair disse aquele carro que vc viu e queria trocar com o seu hoje fecho o negocio meu amor.

Somente assim entendi que realmente ele queria que eu fosse de outro homem, e que iria até me presentear por isso, adorei, assim que Márcio chegou disse vou correr com o serviço esta um pouco atrasado, mas antes venha aqui chupa meu pau, só para animar meu dia, cai de boca naquele monumento, e chupei até ele gozar bem gostoso na minha boca, ai ele levantou-se e foi trabalhar, dizendo Paula hoje à tarde vou parar às 15hs e vou comer sua buceta e seu cu, para vc ficar bem feliz, posso? Eu disse deve querido. Na hora do almoço perguntei se sua mulher não iria perceber que ele estava me possuindo? Ele disse não precisa saber, mas assim para de reclamar chego satisfeito e não fico querendo comer ele toda hora, ela esta feliz da vida com isso, depois que terminar o serviço, terei de continuar vindo aqui para comer vc cunhada, ai todos ficam felizes, minha mulher, seu marido vc e eu, todos muito felizes e realizados. Perguntei o que vc sabe do meu marido a este respeito, ele falou sei que ele deve estar adorando saber que estou te comendo, sempre me disse que iria adorar saber que vc tem um amante, e estou fazendo o que ele sempre comentava comigo, acho que estará feliz.

À tarde às 15hs ele foi tomar seu banho e disse fica na cama bem tarada para receber seu macho, eu obedeci sem pestanejar, assim que chegou à cama, foi beijando minha boca, lambendo minha buceta me chupou a buceta ate eu gozar na cara dele, ai colocou seu pau na buceta e fodeu por muitos minutos, gozei dezenas de vezes, quase desfalecendo de tanto gozar, após encher minha buceta de porra, falou vou descansar alguns minutos, pois preciso e quero comer seu cu, ele é delicioso era virgem, portanto é somente meu, seu marido nunca vai comer seu cu ouviu bem, a proíbo de dar o cu para ele é somente meu. Assim que descansou um pouco eu comecei a lamber seu pau que ficou duro novamente, e ele me virando de bruços, lubrificando meu cu e seu pau, veio e colocou a cabeça na porta do cu que ao entrar o cu se abriu e foi recebendo aquela maravilhosa pica, meu macho é um homem que realmente sabe comer um cu e uma mulher e eu gozei com o pau no cu, sem me tocar, gozei muito pelo cu, ele enchendo meu cu de porra, disse após descansar vou me banhar e amanhã daremos a ultima foda da semana, eu disse vou sentir falta, ele falou vou vir comer vc diariamente pode dizer para seu marido que prometi isso, e foi embora após se arrumar.

Já durante o jantar meu marido estava todo assanhado, percebi seu pau quase furando a calça, na cama ele perguntou conta tudo como foi eu contei tudo nos mínimos detalhes, ele gozou com meu conto, e disse acho que vou chupar sua buceta, quem sabe ainda tem um restinho de porra e o fez, ai ele disse convidei minha irmã para vir amanha jantar conosco já que termina o serviço, eu falei e ai não vou poder dar para ele a tarde, ele falou dá durante o dia amor, fiquei triste ele me agradou dizendo sobre o carro que comprara e que iria me dar dinheiro para comprar tudo em lingerie, eu disse esta bom, mas ele falou que virá me comer todos os dias, e vou ter de dar para ele diariamente posso? Ele falou sim amor, basta me contar depois, vou te amar cada dia mais. Logo cedo Marcio chegou dizendo vou ter de comer vc agora gostosa, minha mulher virá jantar aqui à noite, seu marido convidou-a para comer pizza, eu disse e como faremos ele disse faremos sexo agora e na hora do almoço gostosa, não vai se livrar de mim tão fácil não, vc gosta de dar a buceta e o cu para mim, eu disse amo e sempre quero mais, ele sorriu e começou beijar-me. Durante o dia nos amamos de todas as maneiras, à tarde coloquei uma roupa mais discreta e esperei minha cunhada para o jantar, assim que chegou eu perguntei e ai como esta seu relacionamento com o Marcio, respondeu maravilhoso, acho que esta ficando velho, não me procura toda hora, uma vez ou outra esta semana foram apenas duas vezes, simples apenas papai mamãe, eu sorri e disse vc é uma tarada cunhada.

Assim que chegou meu marido, jantamos conversamos até tarde e eles se foram, eu ainda tive de contar tudo a meu marido e fui comida por ele antes de dormir. Tem mais aventuras com meu cunhado e esposa, mas somente conto se votarem no meu conto e pedirem.

Paula

Camipaula1@hotmail.com

INICIO DE MINHA VIDA DE PUTA COM MEU CUNHADO- 2 -continuação

Naquele final de semana meu marido ficou me cobrindo de atenções, elogiava meu corpo, queria sexo o tempo todo, fiquei pensando até onde irá este desejo de ser corno do meu marido, adorei o carro que ganhei, e comprei todos os tipos de lingerie que encontrei e gostei, ela pagava tudo sem reclamar sempre me incentivando. Chegando a casa quis conversar com o Sandro meu marido, e perguntei vc gosta de ser corno, ele respondeu sim amor, adoro, sempre quis ser corneado, e meu cunhado sempre soube disso por isso ele te fez sua puta, pois sabia que eu iria adorar, perguntei e o que mais vc quer com isso além de ser corno, quer ser femea para seu cunhado ou outro homem? Ele ficou serio e falou é para por as cartas na mesa mesmo, e nosso casamento como fica? Eu disse fica tudo bem, somente não mais segredos, estou adorando ser puta do Marcio, mas quero saber tudo sobre vc e nossa vida marital continua a mesma sempre. Perguntei vc já deu para algum macho, ele depressa respondeu nunca amor, Novamente perguntei vc tem vontade, ele disse sim tenho vontade oculta desde infância de dar o cu, e ser cuidada como mulher, mas a vida me levou para outro lado e deixei este sonho de lado, sempre procurei ser um bom marido.

Falei ótimo então vamos viver sempre juntos como marido e mulher, quando estiver com tesão vc será obrigado a me comer, vamos estudar um jeito de vc experimentar um pau de verdade, se gostar sempre te ajudarei a ser comido com bastante amor, hoje quando comprava lingerie seus olhos brilhavam de excitação, por isso chequei a conclusão que vc tem uma mulher deliciosa dentro de vc, agora vou te fazer sentir-se mulher, venha vou te dar um banho e cuidar de seu corpo como mulher ok, Após o banho olhei bem para ele, que tem pouquíssimos pelos no corpo, fiz depilação do restante na bunda e peito, deixando-o mais ou menos lisinho, outras vezes depilaria completo, para não o assustar agora. Fi-lo vestir um conjunto de lingerie preto brilhante com calcinha comum não fio dental, para ele se sentir vestido, e depois coloquei sobre ele uma camisola também preta de seda, ele ficou uma delicia, sua bunda é grande, seu pau não é grande e ficou escondido preso pela calcinha, ficou delicioso, o fiz fazer a barba duas vezes para ficar bem liso, e uma maquiagem bem leve, nos olhos e rosto, com batom bem vermelho, uma puta com cabelo Chanel, pois é meio comprido. Estava deliciosa, o fiz desfilar com salto 10 e ele apreendeu rápido, ai o beijei dizendo pronto esta uma verdadeira puta, minha mulher, agora vamos para cama e vamos foder a noite toda, pois segunda vou ter que aguentar o pau do Marcio no cu e na buceta.

Ao deitar ele falou como será meu nome amor, eu disse Sandrinha, gosta? Amo ele respondeu, fizemos um 69 ele chupando minha buceta e eu seu pau, e fui levando a língua para seu cu, recém-depilado, ele urrava de prazer com minha lingua enfiando no seu cu, e eu gozei pelo prazer dele e ele gozou em cima de mim enfiei o dedo no seu cu, depois dois, depois três e ele gozou pela segunda vez, ai fez uma declaração de amor, dizendo que eu era a pessoa mais gostosa deste mundo. Depois de gozar varias vezes em sua boca, e com seu pau, e ele com minha boca e meus dedos, ficamos conversando e perguntei vc não quer chegar cedo segunda, por volta das 16 h e ver-me sendo possuída por meu macho, e se ele topar ainda come vc a meu pedido quer? Ele disse sim amor acho que ele não ira querer comer meu cu virgem, ele quer mesmo é buceta e cu de mulher, eu falei vc é uma mulher Sandrinha, vou dizer que vc quer apenas assistir isto ele vai amar, depois tentamos o restante.

Meu macho logo cedo as 8 h passou por minha casa e falou que estava morrendo de tesão e me comeu rapidinho no sofá da sala mesmo, disse que às 16h voltaria para fazer o serviço completo, aproveitei e falei, Sandro vai ficar em casa vendo vc me comer, isto te incomoda? Ele falou não vai dar mais tesão ainda gostosa, ai falei ele é Sandrinha, estará de lingerie e camisolinha, isto te incomoda? Marcio disse isto vai me excitar muito, ela é gostosa? Vc já viu o corpo dela? Falei esta depiladinha e bem lisinha, o cu ainda é virgem, interessa? Ele falou nossa duas putas somente para mim, acha que virei mais cedo, eu falei não ele somente chegara às 16h ok, ele me beijando disse estarei o dia todo de pau duro amor. Por volta das 15h Sandro chegou o levei ao banheiro e tomamos um belo banho, ai eu dei a ele um conjunto de lingerie e um baby doll, vermelho bem forte, ficou lindo nele, pois o soutiens era justinho e apareciam os biquinhos de suas tetas pequeninas, estava gostosa, penteei seu cabelo Chanel bem feminino ele ficou uma perfeita mulher. Ligeiramente maquiada com lábios bem vermelhos, como é morena clara ficava linda com batom. Vesti-me correndo somente de lingerie e ficamos esperando nosso macho.

Assim que Marcio chegou pedi para Sandrinha abrir a porta, ele abriu e ficou de lado, nosso macho deu um beijo na boca dela que adorou dentro da casa Marcio foi logo tirando a roupa e ficou somente de cuecas, falou nossa que mulheres lindas e gostosas, não tiravam os olhos de Sandra, ai falou vamos tomar algo antes não é Paula, eu servi uma cerveja para ele eu e Sandrinha tomamos agua, ai ele sentou-se perguntou, vou poder comer as duas Paula? Ou somente vc, falei vc é quem sabe estamos a sua disposição, apenas vai ter de tomar cuidado com a Sandrinha, pois ela é virgem e inexperiente, ele falou é muito gostosa, que bunda linda parece a sua Paula, muito boa mesmo, vou amar ter duas mulheres além da minha esposa, assim não vai mais reclamar que faço muito sexo com ela, e sorriu muito. Ele colocou os braços sobre mim e sobre Sandrinha, estava sentado no meio e beijava minha boca e a boca dela, que estava toda sem jeito, ai falou vamos para o quarto meninas, chegando ao quarto tirou a cueca seu pau enorme estava duro como rocha, Sandrinha olhou para mim falando, nossa como é grande Paula, vc aguenta isso no cu, cansei de ficar olhando ele na piscina ou em banhos juntos no clube hoje parece maior, eu falei aguento e adoro ser fudida por esta ferramenta monstruosa, vc também vai amar Sandrinha, Marcio beijava meu corpo todo, chupava meus seios e minha buceta, eu gozei apenas de sentir sua língua na buceta, e ele tirou a calcinha de Sandrinha e soutiens, virou a de bruços e lambeu seu cu, ouvi o gemido da puta que tinha dentro dele, e ele estava completamente entregue a nosso macho, estava delicioso ver meu marido gemer com a língua no cu, eu e ser chupada na buceta e nos seios, ai me virou de bruços e ficou enfiando a língua no meu cu e no cu da Sandrinha, as duas estávamos loucas de tesão, foi maravilhoso ver meu marido sendo satisfeito por um homem de verdade.

Marcio falou Sandro vc sempre quis ver sua mulher chifrar vc, então olhe, e enfiou seu pau delicioso na buceta e falou agora vou fuder olhe cunhado, e fodeu, mas como fodeu, gozou feito louco no fundo da minha buceta me enchendo de porra, parece que tinha mais porra que em outros dias, e ai ficamos deitados os três e ele perguntou gostou cunhado, ele ouviu adorei como é lindo ver seu pau comer minha esposa querida, Marcio falou não vou comer o cu dela agora, pois é sua vez, vou te fazer minha puta gostosa virgem, e pediu Paula, arrume lubrificante para eu tirar a virgindade de seu marido, eu corri e pequei um tubo de KY e vi colocar uma quantidade grande no cu de meu marido virgem e depois lubrificou bem seu pau, e deixando o Sandro de bruços, pediu para eu abrir as polpas da bunda e vi cuzinho vermelho, virgem aberto piscando de ansiedade para receber um pau, vi que estava bem lubrificado, falei amor somente vai doer a primeira vez, vai arrebentar suas pregas, depois outras vezes, será somente prazer e felicidades vc será muito feliz como femea, e o Macho se ajeitou e ele sentiu o peso do macho em suas costas, e vi a cabeça encostar na porta do cu, e ele falou abre o cu, como se fosse expelir algo, e enfiou a ponta da cabeça, que entrou fazendo um estrago, o cu se abriu e ele gritou de dor, eu perguntei quer parar gostosa, ela falou não sempre quis ganhar um pau, agora não vou fugir da raia, enfia mais Marcio, mostra que é homem, que é macho, e ele enfiou dos olhos do marido pulavam lagrimas de dor e ele chorava muito, e Marcio com toda sua pratica foi enfiando bem devagar, ele sentindo o cu preenchido, pedia mais e gritava, chorava, gemia e o cu sendo penetrado, foi lindo ver meu marido virgem perder esta condição, quando o pau chegou no fundo do cu ele estava em transe quase desmaiado e eu falei chega amor ele falou não quero gozar pelo cu com ele me fodendo e o macho cumpriu sua missão. Fodeu até encher o cu dele de porra, vi ele gozando também com o pau do nosso macho todo enfiado em seu cu, nunca vou esquecer foi lindo ver meu marido perder a virgindade do cu.

Márcio se arrumou nos deixando pelados na cama e falou, Sandra se vc quiser ser minha puta, basta falar com sua esposa e ela vai cuidar de seu corpo e roupas para vc quero vc depilada completa, sem nenhum pelo no corpo e virei te comer sempre que possível vc e sua esposa puta, agora vou ter de ir foder sua irmã cunhado, não vai precisar mais ficar olhando eu tomar banho para ter meu pau, saiu sorrindo para sua casa. Eu levei Sandra para o banho do seu cu saia muita porra e muito sangue, perguntei vc gostou amor, ele falou amei, vou querer sempre, eu falei ele mandou eu te depilar completamente, vou te levar a minha depiladora, e dizer que é para natação, ele falou que delicia vou ficar como vc, eu disse vai sim, mas terá de ser depilada sempre, pois voltam os pelos, e seus seios vão ficar assim, pois se der hormônios perco o seu pau e na ausência dele, vai me fazer falta. Vc vai ficar de mulher o tempo todo em casa e em locais reservados, e em publico sempre de calcinhas, vai comprar mais calcinhas para o dia a dia, ele concordava com tudo, o cu estava todo esfolado, tive de colocar pomadas cicatrizantes com um aplicador, e seu pau ficou duro ao sentir o aplicador entrando.

Assim agora éramos um casal feliz, com um macho para satisfazer nossas necessidades, o que ocorria duas vezes por semana, que delicia ser fodida por um macho completo e depois por meu marido mulher, até que a cunhada desconfiou das idas do seu marido a nossa casa, isto é outra historia se quiserem peçam que conto tudo e como esta até hoje entre nos quatro.

Paula

Camipaula1@hotmail.com

Comentários

13/10/2017 15:25:14
Que delicia!!!!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.